A briga para escapar do rebaixamento no Campeonato Gaúcho

A briga para escapar do rebaixamento no Campeonato Gaúcho

Com o término da segunda rodada da Taça Francisco Novelletto, a briga pelo rebaixamento vai tomando forma na competição. Diferente dos critérios classificatórios para as decisões, a tabela do rebaixamento conta os pontos das fases de grupo do primeiro e segundo turno. As duas piores equipes do ranking geral são rebaixadas para a Divisão de Acesso do ano que vem.

Desde 2017, quando o Gauchão passou a contar com 12 equipes, os clubes que alcançaram a marca de 10 pontos não foram rebaixados. Objetivo concluído por Inter, Grêmio, Caxias, São José, Ypiranga, Esportivo e Aimoré.

Atualmente, a briga pelo rebaixamento se resume a Brasil, Novo Hamburgo, Pelotas, Juventude e São Luiz. Quem se deu bem nessa rodada foi o Novo Hamburgo, única equipe das 5 a vencer (sua primeira vitória na competição). Todas os outros candidatos ao rebaixamento perderam na rodada. O Pelotas perdeu para o Grêmio por 1 a 0, o Brasil para o Inter por 2 a 0, o Juventude para o São José por 1 a 0 e o São Luiz por 2 a 1 para o Caxias. 

O Brasil aparece em 8º, com 7 pontos. Em 9º o Novo Hamburgo, com 6. Pelotas e Juventude possuem 5 pontos no ranking geral, mas o Lobo vence pelo critério de desempate e deixa a equipe da serra gaúcha na zona de rebaixamento. Na lanterna da competição aparece o São Luiz, com 4 pontos. 

Para a próxima rodada não há nenhum confronto direto entre as equipes próximas à zona. O Brasil recebe o Ypiranga, o Pelotas enfrenta o Esportivo, o São Luiz pega o Grêmio,o Novo Hamburgo pega o Caxias e o Juventude joga contra o Aimoré.