Eduardo Coudet: "Quero um Gre-Nal na Copa Libertadores"

Treinador colorado concedeu entrevista coletiva após derrota em clássico.

Eduardo Coudet:
Foto: Max Peixoto

Após a derrota magra por 1 a 0 para o Grêmio, o técnico Eduardo Coudet concedeu entrevista coletiva. Antes dele, o comandante tricolor, Renato Portaluppi, também deu entrevista e desejou boa sorte ao rival na Libertadores, afirmando que a classificação do Inter seria importante para o futebol gaúcho e benéfica para o Grêmio, que teria que viajar menos, Coudet respondeu de maneira simples: "Eu também quero um grenal na Copa Libertadores. Não podemos pensar muito nisso pois temos uma fase eliminatória difícil contra o Tolima, mas agradeço a torcida do Renato”.

Questionado sobre a segunda mudança acontecer somente aos 41 do segundo tempo, Chacho foi direto na resposta: "minha equipe estava melhor e não vejo necessidade em trocar estando melhor. A partida já parecia estar indo para os pênaltis. Não vi motivos pra trocar antes".

Sobre a condição de D'Alessandro para quarta-feira, Coudet fez mistério e disse que amanhã o elenco vai ser reavaliado. O treinador ainda disse que a escolha por Bruno Fuchs não é definitiva e que foi tomada levando em conta a característica de passe de Fuchs, que, segundo Coudet, Moledo não possui ainda.

Ainda sobre a troca de zagueiros, o treinador foi perguntado se não havia cometido um erro, uma vez que Moledo tem bom cabeceio defensivo: "Inter perdeu o jogo em uma bola aérea, mas poderia ter sido por baixo, então não creio que é possível fazer esta análise. O Moledo poderia ter tirado essa bola, mas não sabemos.”