Gre-Nais históricos: O Clássico Farroupilha

Inter e Grêmio fizeram jogo decisivo no centenário da Revolução Farroupilha

Gre-Nais históricos: O Clássico Farroupilha

Faltam apenas 3 dias para o primeiro clássico Gre-Nal da Libertadores. Em quase 111 anos de rivalidade, Inter e Grêmio já fizeram confrontos históricos. Um deles foi a final do Campeonato Citadino de Porto Alegre de 1935. Confira como foi a história desse clássico!

A última rodada do Citadino foi um clássico Gre-Nal, jogo decisivo. O Inter chegava para a rodada final com 1 ponto na frente do Grêmio, portanto, o empate dava o título para o colorado. Já o tricolor era obrigado a vencer a partida para sair com o troféu. Apenas isso já faria o jogo ser especial, mas a data fez com que o clássico fosse histórico.

Diversos fatores fazem um Gre-Nal ser mais especial do que os outros: seja pela competição, por algum jogador em especial ou pelo momento dos clubes. Em um estado como o Rio Grande do Sul, onde a cultura é tão forte, a nossa história também acaba influenciando no jogo. É o caso da partida decisiva do Campeonato Citadino de Porto Alegre.


O jogo foi realizado no dia 22 de setembro de 1935, dois dias depois do centenário da Revolução Farroupilha, fazendo com que esse Gre-Nal fosse chamado de “Gre-Nal Farroupilha”.

A partida também ficou famosa por ter sido a última atuação do lendário gremista Eurico Lara. O grande ídolo, já doente de tuberculose e com ordem dos médicos para não atuar mais pelo Grêmio, contrariou as indicações e decidiu entrar em campo para o grenal decisivo do campeonato portoalegrense.

O jogo foi uma verdadeira batalha de farrapos, até o final do segundo tempo o empate por 0 a 0 dava o título ao Inter. Mas, Foguinho o 10° maior artilheiro da história do Grêmio, abriu o placar aos 38 minutos do segundo tempo, após uma falha da defesa colorada. Dois minutos depois, Laci ampliou para o tricolor em um contra ataque.

Com a vitória o Grêmio foi o campeão, garantindo sua vaga para o Campeonato Gaúcho de 1935. Após o títulos, os jogadores e a direção gremista prometerem comemorar o título por 100 anos.