Renato cogita greve caso o futebol brasileiro não seja paralisado

Técnico gremista exigiu a paralisação dos campeonatos

Renato cogita greve caso o futebol brasileiro não seja paralisado
Foto: Max Peixoto

Renato Portaluppi deixou a partida de lado em sua coletiva após a vitória do Grêmio por 3 a 2 em cima do São Luiz. O técnico pediu bom senso entre as autoridades do futebol, para que os campeonatos sejam paralisados. Confira alguma de suas declarações sobre a pandemia do Coronavírus:

Renato iniciou sua entrevista coletiva já falando sobre o assunto:

"Jogador de futebol é gente. Nós não estamos imunes ao vírus. Não adianta nada fechar os portões. A torcida fica protegida e dane-se quem trabalha com futebol." Disse, antes de completar:

"Tenho vários jogadores que estão assustados. Com que cabeça eles entram pra jogar futebol? Tenho certeza que isso acontece em outros clubes também."

O Treinador ainda cogitou uma greve no futebol, caso os campeonatos não sejam paralisados: 


"Já está atrasada essa situação. Ou os responsáveis pela saúde tomam uma decisão baseada no bom senso ou nós mesmos tomamos essa decisão."

"Tenho visto em outros clubes que os responsáveis também estão alertando sobre o Coronavirus. A palavra greve é muito forte, mas eu gosto da minha vida. Será que temos que chegar a esse ponto? - completou.