domingo, 07/03/2021
Início Colorado Abel vibra com bom momento e destaca jovens jogadores: Eles não adquiriram...

Abel vibra com bom momento e destaca jovens jogadores: Eles não adquiriram posição de titular por caridade

Neste último domingo, o Inter venceu o Fortaleza, chegou a 6° vitória consecutiva no Brasileirão e está na cola do São Paulo. Após a partida, o técnico Abel Braga concedeu entrevista coletiva e comentou sobre o bom momento que sua equipe vive na competição: “É uma relação muito boa que existe nesse grupo. Eles conversam bastante. Está fluindo. Nós trabalhamos para isso, fico contente.” – Destacou o técnico colorado sobre o bom momento de sua equipe.

A excelente campanha de Abel Braga até aqui tem um ponto chave: O uso das categorias de base. O técnico colorado vem utilizando muitos jogadores jovens, que vem correspondendo com boas atuações. Além de Praxedes e Caio Vidal, João Peglow entrou na partida de hoje e fez uma boa atuação, marcando um dos gols da vitória colorada: É difícil você encontrar tantos meninos, como nós temos, e não ter um cara cheio de perna, marrento. Isso é muito legal.

“Eles não adquiriram posição de titular por caridade, por favor, nada disso. Eles adquiriram pela qualidade que têm, pela dedicação, a integração no grupo” Complementou Abel Braga.

Na sequência, Abel analisou sua equipe e destacou a defesa sólida que conseguiu trazer ao Inter: Já é a segunda melhor defesa, e não era assim. Tem muito a ver com o que eu acabei de falar. É uma equipe que sabe sofrer, sabe fazer transição rápida, e sabe, no momento que está sem a bola, fechar bem. Essa equipe hoje, que eu tenho, sabe sofrer. Fizemos quatro gols, tivemos duas ou três chances claras, onde nós tivemos menos posse de bola.

O trabalho de Abel Braga foi prejudicado em seu início por conta do técnico ter contraído o COVID-19. Hoje, totalmente recuperado, o comandante destacou como foi difícil passar por aquele momento: Se eu já não tivesse vivido, em minha vida, situações muito mais complicadas e difíceis de encarar, seria mais complicado. Aquele início foi terrível. Eu estava imponente

“Incrível o quanto eu enchi o saco do Leomir, do Osmar, do Caíco, do departamento de scout, foi demais. Era um sentimento não só de eu não poder, era não poder ir ao Inter. E, aí, tem uma diferença muito grande” – Finalizou o técnico do Inter.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

mais lidas

Renato perde a paciência e esbraveja contra a imprensa: “Quando eu tiver 200 milhões para gastar, podem me cobrar futebol bonito”

O Grêmio venceu o Bragantino, engatou quatro vitórias consecutivas e escalou até a oitava posição do Campeonato Brasileiro. Ainda assim, os três pontos não...

Áudio de presidente do Londrina reacende polêmica sobre eliminação do Ypiranga na Série C

Após a eliminação do Ypiranga na Série C, um áudio polêmico circulou pelas redes sociais. Sérgio Malucelli, presidente do Londrina, foi questionado, em entrevista...

7 imagens que mostram como usuários do Instagram distorcem a realidade

Frame na TV versus foto no insta: Esqueceu de alterar a sombra... a J-Lo nem se deu ao trabalho de ter o produto em casa nesse...

CBF divulga datas das finais da Copa do Brasil e Grêmio terá problema caso Palmeiras vença Libertadores

O Grêmio já sabe as datas em que pode jogar as finais da Copa do Brasil. Agora, o tricolor só aguarda o desfecho da...