domingo, 25/10/2020
Início Colorado Após empate, Coudet dispara: "Em um Gre-Nal se analisa o resultado final...

Após empate, Coudet dispara: “Em um Gre-Nal se analisa o resultado final e não se fala em justiça”

O Internacional não conseguiu quebrar o jejum em clássicos. Após um emocionante empate, o colorado manteve-se na vice-liderança do Brasileirão, mas amarga com o décimo primeiro Gre-Nal sem vitória. Com gol de Thiago Galhardo na segunda etapa, o Inter voltou a marcar depois de dois anos – ou exatos 755 dias.

Eduardo Coudet concedeu sua coletiva de imprensa de praxe e não demonstrou estar muito contente com o resultado. “Como falar de justiça? Analisamos o resultado final. Em boa parte do jogo, propomos o jogo. Acho que se merecia, sempre mostramos que queríamos ganhar a partida. Empatamos mesmo com um homem a menos”, desabafou o argentino.

O treinador seguiu no assunto e comentou que viu infração no gol do Grêmio e que terá uma conversa interna com Musto por conta da expulsão na partida. Mesmo com o empate e com a frustração por não quebrar o tabu, Coudet deixou claro que sua equipe mostrou garra. “Acredito que deixamos uma imagem boa aqui, como visitante, com atitude”.

Uma das dúvidas antes da partida era o escolhido para a primeira função do meio-campo. O treinador optou por Musto, deixando Rodrigo Lindoso no banco, e explicou: “Tivemos oito horas de voo, onde também tivemos um desgaste, com um jogador a menos também. Rodrigo (Lindoso) foi poupado. O garoto Johnny está machucado”.

Depois de tomar o primeiro gol e perder Musto, o grande destaque da partida passou a ser D’Alessandro. O meia argentino saiu do banco de reservas e foi fundamental no decorrer da partida. Sobre o camisa 10, Coudet foi só elogios. “D’Alessandro é importantíssimo para nós, um jogador extraordinário. Mas precisamos usá-lo da melhor forma. Ele tem 39 anos. Com esta idade, eu já estava em minha casa. Ele é meu amigo e claro que eu o vejo jogando bem. Mas não podemos exigir isso em um jogo inteiro”, elaborou o treinador, que ainda completou afirmando que o atleta deve ter mais espaço, ainda que sempre de acordo com o Departamento Médico.

O treinador diversas vezes destacou o cansaço das viagens e o ritmo acelerado de partidas nesta retomada do futebol. Coudet lembrou que entre as últimas duas partidas, foram oito trocas no elenco. “Eu acredito que quando estamos com a possibilidade de fazer uma estratégia e jogar como queremos, a atuação é uma. Ter que atuar com cada situação, é diferente”, elaborou o argentino.

O próximo compromisso do Inter será nesta quarta pelo Brasileirão e o colorado irá enfrentar o Red Bull Bragantino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

mais lidas

Reencontros e chave difícil: O que os jornais argentinos dizem sobre Inter x Boca

"O Superclássico da Libertadores da América". É assim que o Diário Olé define os três confrontos dos argentinos na competição, onde o Boca enfrenta...

Especial: Jogadores Vira-Casaca na década de 90

Na primeira parte desta matéria mostramos os 25 jogadores que viraram a casaca no século 21. Agora, chegou a vez dos anos 90, que...

Defesa menos vazada e busca obsessiva pela Libertadores, como chega o Boca para encarar o Inter

O sorteio da Conmebol realizado nesta sexta-feira foi cruel com o Inter, o colorado irá enfrentar o temido Boca Juniors. Os confrontos que irão...

Desenvolvedores criam mapa de corrida de carro baseado em Porto Alegre

Já pensou em disputar uma corrida de carro na orla do Guaíba? Ou então passear em alta velocidade pelo Beira-Rio e Arena do Grêmio?...