sexta-feira, 18/09/2020
Início Colorado Baú do Bairrista: Quando o Inter inaugurou o Olímpico com goleada

Baú do Bairrista: Quando o Inter inaugurou o Olímpico com goleada

Em 1954, a era do rolo compressor já havia passado. Carlitos se aposentou, Tesourinha se tornou o primeiro jogador negro do Grêmio e Nena já estava na Portuguesa. Entretanto, novos jogadores como Oreco, Bodinho e Larry chegaram ao colorado e formaram o um elenco não deixaria a desejar. Intitulado rolinho, o time treinado por Teté conquistou diversos títulos e foi base da Seleção Brasileira no título do Pan-Americano de 1956.

1954 também ficou marcado como o ano em que o Grêmio estreou seu novo e luxuoso estádio, o Olímpico, e o Inter fez questão de marcar presença na estreia. Para a inauguração da nova casa, o tricolor organizou um torneio – intitulado Taça Relógios Eska – com a participação do poderoso Nacional e do Liverpool, ambos do Uruguai, e de seu maior rival.

O Grêmio estreou com vitória: 2 a 0 sobre o Nacional com dois tentos do atacante Vitor. Na sequência veio o Liverpool, batido por 4 a 0 com o tricolor abrindo o placar apenas aos 25’ do segundo tempo, gol de Tesourinha. Veio então, o que seria o primeiro clássico Gre-Nal do Estádio Olímpico – o Inter havia vencido o Liverpool também pelo placar de 4 a 0, com três gols de Bodinho e um de Larry. E justamente Larry, o Cerebral, era quem marcaria seu nome na história do colorado naquela partida.

O Grêmio ia a campo com Sérgio Moacir Torres, Ênio Rodrigues, Orly, Roberto; Sarará, Itamar; Milton Kuelle, Camacho, Zunino, Torres e o ídolo colorado Tesourinha. Já no lado colorado, o rolinho era escalado por Teté com Milton, Florindo, Lindoberto; Oreco, Salvador, Odorico; Canhotinho, Bodinho, Jerônimo, Luizinho e Cerebral Larry.

Tesourinha, ex-jogador do Inter, foi o primeiro negro da história do Grêmio. Na foto, ponta chuta em direção à meta de Milton.

Dessa forma, no dia 26 de setembro de 1954, estava marcado o primeiro Gre-Nal do Olímpico que apesar de não valer título, seria disputado com unhas e dentes. Logo no início da partida, Sarará marcou para o tricolor, fazendo a festa dos mais de 20 mil torcedores gremistas nas modernas arquibancadas. O placar esteve favorável para o Grêmio por exatos 25 minutos: no restante, seria um show vermelho. Jerônimo empatou com um chute de longa distância e Larry fez ainda na primeira etapa para decretar a virada. Mas o atacante não estava satisfeito. Em uma tabela humilhante de Larry e Bodinho dentro da área tricolor, o Cerebral pisou em frente ao goleiro Sérgio Moacir com um tom de deboche e empurrou para o fundo da rede.

Minutos depois veio o quarto gol de forma tanto inusitada quanto hilária: o ponta Luizinho foi lançado e disparou em diagonal; quando chegou na meia-lua do tricolor, deixou a bola e seguiu correndo em direção à lateral. O zagueiro Ênio Rodrigues, desnorteado ou provocado, foi atrás do jogador. Enquanto isso, Canhotinho se aproveitou da situação e chutou a bola, que continuava imóvel perto da área gremista: gol do Inter. Irritado, o goleiro Sérgio saiu de campo direto para os vestiários enquanto Bodinho gritava para todo o Estádio Olímpico ouvir: “Volta, covarde! Volta para tomar mais quatro!”.

Sérgio voltou, mas não para tomar mais quatro gols. Em vez disso, acabou sofrendo mais dois tentos de Larry. Recém-chegado a Porto Alegre, aquele era apenas o segundo Gre-Nal do atacante, que veio por empréstimo do Fluminense. Técnico e elegante, Larry raramente trombava com os zagueiros, preferindo deixá-los sentados no chão com dribles exuberantes. Ficou no Inter até o fim da carreira, sete anos depois, e formou com Bodinho uma das melhores duplas de ataque da história do clube, comparada, à época, com a dupla santista Coutinho e Pelé.

A partida ainda contou com um gol de Zunino, atacante uruguaio do tricolor, selando o placar em 6 a 2. Assim foi o primeiro clássico Gre-Nal do Olímpico: show de Larry e uma goleada para a história. Seis décadas depois, o jogo segue sendo um marco na história dos dois clubes e do falecido estádio gremista: o dia em que Larry e o Sport Club Internacional inauguraram o moderno Olímpico com uma humilhante goleada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

mais lidas

Especial: Jogadores Vira-Casaca na década de 90

Na primeira parte desta matéria mostramos os 25 jogadores que viraram a casaca no século 21. Agora, chegou a vez dos anos 90, que...

Desenvolvedores criam mapa de corrida de carro baseado em Porto Alegre

Já pensou em disputar uma corrida de carro na orla do Guaíba? Ou então passear em alta velocidade pelo Beira-Rio e Arena do Grêmio?...

Jogadores do Grêmio publicam nota conjunta: “Nos respeitem!”

Após o Grêmio divulgar o adiamento de parte dos vencimentos dos jogadores, os atletas tricolores foram às redes sociais comentar sobre o assunto. Publicaram...

Jogo do Grêmio terá narração de Luiz Alano e comentários de Mauro Galvão. Saiba mais:

Já está definida a escala do SBT para o confronto do Grêmio na Libertadores nesta quarta, às 21:30, contra a Universidad Católica. O narrador...