sexta-feira, 03/07/2020
Início Colorado Especial Bundesliga: 6 colorados que tiveram passagem pela Alemanha

Especial Bundesliga: 6 colorados que tiveram passagem pela Alemanha

A Bundesliga – Campeonato Alemão – retorna neste sábado e O Bairrista apresentará ao longo da semana uma série de matérias temáticas, intituladas Especial Bundesliga. Nesta matéria, comentaremos sobre a passagem de 6 colorados em terras alemãs.

Paolo Guerrero – Bayern e Hamburgo 

Antes de sua passagem pelo futebol brasileiro, Guerrero jogou por 10 anos na Alemanha. Ainda nas categorias de base do Alianza Lima, foi vendido para o Bayern de Munique, onde começou jogando no time B. Sua estreia pelo time principal foi em 2004, onde jogava ao lado de Claudio Pizarro, seu compatriota peruano. 

No clube bávaro não teve muito espaço, sendo na maior parte do tempo reserva. Mesmo assim, conquistou duas ligas, 3 copas e um título de quarta divisão com o time B. Em 2006 foi para o Hamburgo, onde teve uma passagem mais marcante. Apesar de sofrer uma grave lesão em sua primeira temporada, foi fundamental para o clube nos anos seguintes. Marcou 51 gols em 183 jogos pelo Hamburgo, até ser negociado para jogar no Corinthians em 2012. 

Paolo Guerrero jogou por Bayern e Hamburgo antes de sua passagem no futebol brasileiro.

Lúcio – Bayern e Bayer Leverkusen 

Um dos grandes nomes brasileiros da história na Alemanha é Lúcio. Sua boa passagem no Inter no final dos anos 90 rendeu ao Zagueiro interesse de diversos clubes, incluindo o Bayer Leverkusen, para onde o jogador acabou indo. Foi peça importante do elenco de um dos principais elencos da história do clube, chegando à Final da Liga dos Campeões em 2002. Foi dele o único gol do Leverkusen na derrota por 2 a 1 para o Real Madrid de Zidane. 

Foi vendido por 12 milhões de euros para o Bayern de Munique. No clube bávaro, fez história ao conquistar um tricampeonato consecutivo tanto da Liga quanto da Copa da Alemanha. Encerrou seu vínculo com o clube em 2009, quando foi para a Internazionale. Em sua passagem pela alemanha, Lúcio jogou ao todo 340 jogos, sendo 122 pelo Bayer Leverkusen e 218 pelo Bayern. 

Lúcio foi finalista da Liga dos Campeões de 2002 com o Bayer Leverkusen.

Juan – Bayer Leverkusen 

Juan é um dos maiores zagueiros do futebol brasileiro. Antes de se aposentar, teve uma grande passagem pelo Internacional entre os anos de 2012 a 2015, até ir para o Flamengo, clube que o revelou, onde encerrou sua carreira. 

E foi logo após se destacar pelo Flamengo em seus primeiros anos de carreira que Juan foi jogar na Alemanha. Atuou por 5 anos no clube, onde foi ídolo, até ser negociado para jogar na Roma. Mas foi no Bayer Leverkusen que Juan iniciou a maior dupla de zaga de sua carreira, com Lúcio. Jogaram juntos até 2004 no clube Alemão, e foram titulares nas Copas de 2006 e 2010. Ao todo, a dupla soma mais de 80 jogos juntos entre Bayer e Seleção Brasileira.

Juan e Lúcio no Bayer Leverkusen

Dunga – Stuttgart 

Mesmo sem ganhar nenhum título em sua passagem pelo Stuttgart, foi durante ela que Dunga teve a maior vitória de sua carreira. Ele jogava pelo clube alemão em 94, quando foi eternizado como capitão do Tetra. 

No clube, jogou de 93 a 95, com 53 jogos e 8 gols. Na Mercedes-Benz Arena, estádio do Stuttgart, diversas fotos do volante aparecem em banners e cartazes. 

Dunga em sua passagem pelo Stuttgart

Tinga – Borussia Dortmund 

A final da Libertadores de 2006 foi o último jogo da primeira passagem de Tinga pelo Internacional. Logo após, foi vendido ao Borussia Dortmund. Jogou por 4 anos no clube alemão, onde teve uma grande despedida em sua última partida. Tinga elogia publicamente o clube alemão em diversas entrevistas: “Nunca joguei para menos de 60 mil pessoas”

Tinga acompanhou em 2008 a chegada de Jürgen Klopp no clube e viu de perto a montagem da base do time que seria campeão alemão e finalista da Liga dos Campeões. Antes disso, saiu em maio de 2010 para o Internacional, onde ganharia a sua segunda Libertadores pelo colorado. 

D’alessandro – Wolfsburg 

Leia mais: A passagem de D’alessandro pelo Wolfsburg

Fruto de uma geração vitoriosa no início dos anos 2000 no River Plate, D’alessandro foi contratado pelo Wolfsburg por 9 milhões de Euros. Defendendo os Lobos por 2 anos e meio, D’ale atuou em 71 partidas e marcou 10 gols pelo clube.

A melhor temporada de D’alessandro no Wolfsburg foi justamente no seu ano de estreia. Em 2003-2004 o argentino atuou em 29 das 34 rodadas da Bundesliga, marcando 3 gols. Mas apesar da boa primeira impressão, foi perdendo espaço nas temporadas seguintes. Em 2006, após um desentendimento com seu treinador por jogar poucos minutos, pediu para ser emprestado ao Portsmouth, da Inglaterra.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

mais lidas

Especial: Jogadores Vira-Casaca na década de 90

Na primeira parte desta matéria mostramos os 25 jogadores que viraram a casaca no século 21. Agora, chegou a vez dos anos 90, que...

Desenvolvedores criam mapa de corrida de carro baseado em Porto Alegre

Já pensou em disputar uma corrida de carro na orla do Guaíba? Ou então passear em alta velocidade pelo Beira-Rio e Arena do Grêmio?...

Jogadores do Grêmio publicam nota conjunta: “Nos respeitem!”

Após o Grêmio divulgar o adiamento de parte dos vencimentos dos jogadores, os atletas tricolores foram às redes sociais comentar sobre o assunto. Publicaram...

Terça-feira marcada por treinamentos físicos no CT Luiz Carvalho

Nesta terça-feira o foco do treinamento gremista no CT Luiz Carvalho é o trabalho de musculação e atividades aeróbicas. os jogadores foram orientados pela...