sexta-feira, 03/07/2020
Início Tricolor Guia do Elenco: A primeira Copa do Brasil

Guia do Elenco: A primeira Copa do Brasil

O Rei de Copas, o time mais copeiro do Brasil, o primeiro vencedor da Copa do Brasil. É fato, a Copa Nacional é algo que está no DNA do clube desde a sua primeira edição. Organizada em 1988 e com a sua primeira edição no ano seguinte, o tricolor gaúcho mostrou para o país que essa competição seria mercada pelas três cores: Azul, preto e branco.

Em 1989 o Grêmio conquistou a sua primeira Copa do Brasil, ao bater o Sport na final. Seis anos depois o tricolor voltava a conquistar um título de importância fora do estado, iniciando uma história de amor entre clube e a competição. Confira agora, neste Guia do Elenco, o time titular que trouxe a primeira Copa do Brasil para a nação tricolor.

Mazarópi: 

Campeão do Mundo e da América, Mazarópi continuou fazendo história no Tricolor e foi o primeiro arqueiro gremista a ser campeão da Copa do Brasil. O ídolo chegou no clube justamente em 1983, por empréstimo do Vasco. Multi-campeão pelo Grêmio, o goleiro permaneceu no clube até 1990, atuando por 425 jogos pelo tricolor. Dois anos depois, voltaria ao clube, porém dessa vez como treinador e não goleiro.

Mazaropi, um dos maiores goleiros da história do Grêmio

Alfinete:

Revelado pelo modesto XV de Jaú, Alfinete brilhou pelo Corinthians no início da década de 80, chegando ao Grêmio no ano de 1987. No tricolor, Alfinete conquistou a torcida e foi titular até sua saída em 1990. Com mais de 190 jogos pela camisa gremista, o lateral direito está na história do clube por fazer parte do primeiro título da Copa do Brasil.

Edinho:

Ídolo no Fluminense e na Udinese da Itália, campeão no Flamengo. O excelente zagueiro Edinho, atualmente comentarista esportivo, encerrou sua brilhante carreira no Grêmio, em 1989. Zagueiro de muita raça e qualidade técnica, o carioca também foi destaque na seleção brasileira durante a década de 80. Atuou pela camisa amarelinha por mais de 50 partidas. No Grêmio, o jogador com 34 anos só tirou vantagem de sua experiência, liderando o grupo para alcançar o título da Copa do Brasil.

Edinho era figurinha carimbada nas convocações brasileiras

Luís Eduardo: 

Gaúcho de Dom Pedrito, Luís Eduardo é um dos jogadores mais vitoriosos da história gremista. O zagueiro atuou no Grêmio entre 1984 até 1990, somando mais de 400 partidas com a camisa tricolor. Além de ser hexa-campeão gaúcho, campeão da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil. Os números do atleta no clube são ótimos, e ficam ainda mais impressionantes, quando entra o contexto da época: O capataz como era conhecido, teve a responsabilidade substituir ninguém menos que Hugo De León.

Luís Eduardo é um dos maiores vencedores da história gremista

Hélcio: 

Campeão brasileiro pelo Coritiba e com boa passagem pelo Guarani de campinas, Hélcio chegou no Grêmio justamente em 1989, ano do título. O lateral esquerdo foi titular no Olímpico nas duas temporadas que permaneceu no tricolor, até 1991, quando deixou o time gremista para atuar no Paysandu. Campeão da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil, o jogador disputou mais de 100 partidas com a camisa gremista.

Jandir: 

Gaúcho de Tenente Portela, o “volantão” passou pelas categorias de base do Inter, mas foi transferido para o Fluminense antes de estrear nos profissionais do rival. Pelo clube carioca, foi campeão brasileiro e tricampeão carioca. Após atuar nas laranjeiras por 7 temporadas, Jandir voltou ao Rio Grande do Sul, mas dessa vez para defender o Grêmio. Nas três temporadas que defendeu o clube, o volante atuou por 160 partidas com a camisa gremista, e foi o cão de guarda essencial para o tricolor conquistar a Copa do Brasil.

Lino:

Destaque do Santos de 1984, Lino não era um volante que se limitava somente a marcar. O jogador poderia atuar tanto com a camisa 5, 8 ou até mesmo a 10, como era o caso em 89. O baiano chegou no tricolor justamente em 1989, depois de defender o Palmeiras por duas temporadas. No Grêmio, permaneceu por apenas uma temporada, em 1990 o jogador decidiu voltar para sua terra natal e defender o Vitória da Bahia.

Cuca:

Muitos não sabem, mas antes de ser campeão Brasileiro e da América como treinador, Cuca era campeão como jogador. Corrigindo, como um excelente meio campista. O jogador chegou no Olímpico em 1987, depois de defender o Juventude por 2 anos. No tricolor, o meia atuou por 3 anos, antes de partir para o futebol europeu. Com 181 jogos e 66 gols marcados pelo time gremista, Cuca foi um dos melhores jogadores do Grêmio na década de 80, inclusive, marcando o gol do título da Copa do Brasil de 89.

Cuca fez o gol do título Gremista em 1989

Assis: 

O primeiro Assis na vida do Grêmio. João Assis, hoje em dia empresário do ex-craque Ronaldinho Gaúcho, fazia parte do time gremista que deu ao clube o primeiro título da Copa do Brasil. Com apenas 18 anos de idade, João já era titular incontestável na equipe de Claudio Duarte, e era a grande promessa do clube para os anos seguintes. Promessa realizada, o meia foi fundamental no tricampeonato gaúcho conquistado, assim como nos títulos nacionais da Copa do Brasil e Supercopa do Brasil. Na final contra o Sport, o jovem jogador abriu o placar aos 9 minutos de jogo. Deixou o tricolor em 1992, para acertar com o Sion da Suiça. Pelo Grêmio, atuou por mais de 130 partidas.

Assis em sua época de destaque gremista, ao lado de Ronaldinho.

Nando:

Revelado pelo próprio Sport, grande adversário da final, Nando chegou no Grêmio em 1989. O jovem atacante era uma das promessas do futebol brasileiro na época, e no tricolor teve um bom desempenho em sua primeira temporada. Nos outros dois anos que permaneceu no clube, Nando virou reserva da equipe, deixando o time gremista em 1991 para jogar no Inter de Limeira.

Paulo Egídio: 

Rápido e habilidoso, Paulo Egídio foi revelado pelo Botafogo-SP e campeão paulista com o Corinthians, antes de brilhar pelo Grêmio. No tricolor o atacante viveu os seus melhores anos na carreira, sendo Campeão Gaúcho e também da Supercopa do Brasil. Mas foi na Copa do Brasil que o atacante teve seu auge no olímpico, com sua velocidade e seus dribles, o jogador foi fundamental no primeiro título gremista.

Claudião, o comandante:

Claudio Duarte um dos maiores nomes da história do futebol gaúcho era o comandante gremista no primeiro título da Copa do Brasil. Ídolo no Inter e também no Tricolor, o técnico comandou o Grêmio por quatro oportunidades.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

mais lidas

Especial: Jogadores Vira-Casaca na década de 90

Na primeira parte desta matéria mostramos os 25 jogadores que viraram a casaca no século 21. Agora, chegou a vez dos anos 90, que...

Desenvolvedores criam mapa de corrida de carro baseado em Porto Alegre

Já pensou em disputar uma corrida de carro na orla do Guaíba? Ou então passear em alta velocidade pelo Beira-Rio e Arena do Grêmio?...

Jogadores do Grêmio publicam nota conjunta: “Nos respeitem!”

Após o Grêmio divulgar o adiamento de parte dos vencimentos dos jogadores, os atletas tricolores foram às redes sociais comentar sobre o assunto. Publicaram...

Terça-feira marcada por treinamentos físicos no CT Luiz Carvalho

Nesta terça-feira o foco do treinamento gremista no CT Luiz Carvalho é o trabalho de musculação e atividades aeróbicas. os jogadores foram orientados pela...