quinta-feira, 09/07/2020
Início Tricolor Homenagem de Grêmio para Everaldo completa 50 anos

Homenagem de Grêmio para Everaldo completa 50 anos

Em 30 de junho de 1970, Everaldo chegava em Porto Alegre como Campeão do Mundo. A partir desta data, o lateral esquerdo se eternizou na história gremista. O atleta deixou de ser “apenas” um grande jogador, para se tornar uma estrela na bandeira do Grêmio. Nesta terça-feira, o tricolor de forma oficial relembrou a data em que Everaldo chegou como herói na capital gaúcha, confira a nota do clube em seu site:

O hino oficial e seu estandarte são dois dos maiores símbolos que representam um clube de futebol. Uma melodia que marca a história e uma representação que perdurará por toda a eternidade são os cartões de visita de uma instituição. Assim como Eurico Lara é o único atleta presente no hino do Grêmio, o lateral-esquerdo Everaldo Marques da Silva é o único atleta representado na bandeira do Clube. E tais honrarias foram conquistadas pelos atletas com méritos ao longo dos anos. Se a história do goleiro é carregada de contornos dramáticos, lendas e heroísmo, a história de Everaldo foi construída sob os olhares atentos de um país sedento por voltar a ocupar o lugar de maior destaque entre todas as seleções de futebol do mundo.

E com esse pano de fundo, com a conquista da Copa do Mundo de 70, ao lado de um dos maiores esquadrões que já se viu atuar, a estrela de Everaldo começava a brilhar no estandarte Tricolor. O primeiro atleta gaúcho a conquistar o Mundo pela Seleção Brasileira foi recebido por milhares de torcedores que ocuparam as ruas da capital para reverenciar seu heroi que empunhava com orgulho, de cima de um caminhão de bombeiros, a Taça Jules Rimet conquistada no México. O feito inédito rendeu-lhe uma homenagem que transcendeu a rivalidade que dividia a cidade. Em 30 de junho de 1970, Everaldo passou a brilhar na bandeira do Grêmio. Na época, o Clube ergueu, no pátio do Estádio Olímpico, o Pórtico dos Campeões, uma homenagem à conquista da Copa de 70 e, claro, à representatividade do feito de seu lateral-esquerdo, que fora tricampeão gaúcho nos anos de 1966, 1967 e 1968.

Com orgulho lembramos dessa importante passagem, que se mantém viva na memória dos mais velhos e que se propaga no conhecimento dos mais jovens, a história perpetuada com muita luta pelo Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense no cenário do futebol mundial

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

mais lidas

Especial: Jogadores Vira-Casaca na década de 90

Na primeira parte desta matéria mostramos os 25 jogadores que viraram a casaca no século 21. Agora, chegou a vez dos anos 90, que...

Desenvolvedores criam mapa de corrida de carro baseado em Porto Alegre

Já pensou em disputar uma corrida de carro na orla do Guaíba? Ou então passear em alta velocidade pelo Beira-Rio e Arena do Grêmio?...

Deu Tudo Errado: Leandro, o especialista

Muitas vezes o que parece ser o início de um sonho pode acabar dando tudo errado. Quem é torcedor sempre sonha com um título,...

Jogadores do Grêmio publicam nota conjunta: “Nos respeitem!”

Após o Grêmio divulgar o adiamento de parte dos vencimentos dos jogadores, os atletas tricolores foram às redes sociais comentar sobre o assunto. Publicaram...